Terapia da Fala

Identifique os sinais de alerta de problemas de fala e linguagem.

Atualmente existem muitas crianças a ser acompanhadas por um terapeuta da fala, mesmo na ausência de outras problemáticas e, desde que sejam detetadas atempadamente, é possível que a criança evolua de acordo com a sua faixa etária.

Aos 6 meses - não vira a cabeça para som vindo de trás ou do lado.
Aos 10 meses - não responde ao seu nome.
Aos 15 meses - não entende o significado das palavras: “não”, “adeus”, “papa”.
Aos 18 meses - não diz pelo menos 10 palavras.
Aos 21 meses - não obedece a ordens simples como: “ anda cá”, “senta-te”, “fica em pé”.
Aos 24 meses - palra demasiado, tem ecolália (repete sempre o que lhe é dito); e não aponta para partes do corpo: pé, boca, nariz, olhos, etc.; não junta palavras.
Aos 30 meses - a fala não é inteligível para a família.
Aos 36 meses - não faz frases simples, não faz perguntas simples, a fala não é inteligível para estranhos.
Aos três anos e meio - não emite a última sílaba das palavras, como “ga” em vez de “gato”, tem dificuldades em controlar a baba e em deglutir (engolir) alimentos e apresenta dificuldades na audição

Após os 4 anos:
A fala é pouco percetível: omite ou troca sons em palavras, omite partes de palavras;
Não diz todas as palavras numa frase, utiliza frases demasiado simples para a idade;
O vocabulário utilizado é reduzido;
Apresenta dificuldades na compreensão do que lhe é dito ou pedido;

Na escola:
Ainda não diz alguns sons (ex: “pato” em vez de prato, “baço” em vez de braço), omite troca ou distorce os sons da fala.
Tem dificuldades escolares, nomeadamente na leitura e escrita, ou na compreensão e interpretação de textos e outros exercícios.
Gagueja ou tem problemas na voz.


A aprendizagem dos sons da linguagem é gradual e surge com o desenvolvimento. O som /r/ é dos últimos sons a surgir nas crianças, pelo que, se se tratar de uma criança até aos 4 ou 5 anos, é aceitável que o som ainda não esteja assimilado. Daí para a frente, se a troca do R pelo L permanecer, deve consultar um terapeuta da fala para que este possa despistar qualquer disfunção da linguagem.

No caso de existirem outras dificuldades na fala, como troca de outros fonemas, fala incompreensível ou uma criança que fala muito pouco, o terapeuta da fala pode iniciar um tratamento antes das idades referidas, já que essas situações são indícios evidentes de um problema de fala.


O Hospital Particular de Viana do Castelo dispõe de profissionais qualificados e preparados para avaliar e tratar as diversas patologias do foro linguístico. 

Terapia da Fala